Seguidores

Bem Vindo ao Meu Cantinho, Volte Sempre!

Translate my blog into:

visualizações de página

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Não há como saber aonde eu termino e começa você!


Senti uma saudade imensa de falar e escrever sobre nós, não tinha certeza se lhe enviaria esta carta, nem se só escreveria  para esvaziar meu peito. Sei que hoje tudo é mais rápido e que você está tão perto, mas gosto de lhe entregar  um papel, algo como  meu cheiro entende? Sei que nada do que direi será novidade.. mas enfim ....

 Não consigo precisar o quanto de mim que é seu, tudo é tão interligado que não seria eu se você não estivesse  na minha vida. Muito do meu ser é seu e  não há como saber aonde eu termino e  começa você. Esta faisca começou tão simples, lenta e calmamente que nem era possível imaginar que esta chama seria  tão grande e avassaladora como tem sido. Não me interessa as dores quase incuráveis do tempo, quando estais aqui tudo é singelo e tranquilo . Não digo que a vida é sem tristezas, nem que a perfeição humanamente imperfeita do " nós "extingue a escuridão do mundo, mas afirmo que teu sorriso ilumina meus dias.

Eu sei que as coisas mudam, o próprio  mundo não é estático e por isso nada impede que um dia cada um nós tome rumos diferentes. Sei que se assim for  meus dias serão tão taciturnos, escuros e frios como uma noite inverno europeu. Sei que meus galhos perderão todas as folhas, mas tudo que vivemos é tão bonito que compensaria , mesmo  que só  na primavera as flores voltassem a desabrochar dentro mim. É eu sei, beiro ao bucólico quando te escrevo, mas é incontrolável só na natureza encontro inspiração para exprimir o que sinto, só nela vejo algo semelhante a beleza do que existe  quando estamos juntos.

Por: Jél Lourenzo

9 comentários:

  1. Jél, muito bom seu texto carregado de poesia, adorei e me vi nele em vários momentos... acho que viver assim é um presente... uma bela declaração de "além amor"...

    Beijinhos!

    Su.

    ResponderExcluir
  2. Como é bom ter o amor de quem a gente ama...
    Muito lindo *-*

    Beijoo

    ResponderExcluir
  3. Que lindo..eu adoro bucolismo..=)
    Bom final de semana

    ResponderExcluir
  4. tô te seguindo, me segue também:
    amontoadojm.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Linda declaração!!
    Tenha um semana iluminada....Beijos Jél!!!

    ResponderExcluir
  6. Ouuwn Jel, que lindo. Amo as cartas que você faz *-*
    Saudades de voc com mais frequência! hasuhaush'
    Mas amei mesmo, é tão bom se sentir completa com alguém.. que esse alguém já nem parece outra pessoa e sim um pedaço seu.. ou vice-versa.
    É a incrível sensação de amar e ser amado! *-*

    beijos linda ;*

    ResponderExcluir
  7. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://pathyoliver.blogspot.com/2011/08/600-seguidores.html

    ResponderExcluir
  8. Que lindo Jel.
    Ao ler, lembrei imediatamente da 1º epístola aos Coríntios de Paulo de Tarso:

    O amor é paciente, é benigno; o amor não é invejoso.
    O amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
    Não se conduz inconvenientemente, não busca os seus interesses.
    Não se exaspera, não se ressente do mal.
    Não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade.

    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

    O amor jamais acaba.

    ResponderExcluir